terça-feira, outubro 14, 2008

Anime x Mangá x Live-action

Com um título que mais parece saído do anime Hunter x Hunter, começamos este primeiro episódio.

Eu sou o Jasque e como ja dá pra ver escreverei a vocês leitores sobre essa paixão minha, que são os animes, mangás e afins(um tanto bobo se apresentar, mas deixa).

E já começo mandando bala pra ter uma idéia do que está por vir kukuku(risada do Orochimaru).

Bom, é muito comum ocorrer essas comparações entre os três mencionados no título, e surgirem alguns mitos, entre eles:

-“Nossa, eu li o mangá completo e fui ver o anime, muito nada a ver! É muita enrolação, prefiro mil vezes o mangá.”

- “Ah eu adoro esse anime, mas fui ver o mangá... putz, que falta de ação, essas lutas são totalmente confusas no mangá, prefiro mil vezes o anime”.

-“Fui ver a adaptação pra filme do meu anime favorito, que decepção! Mudaram até a cor do cabelo do principal.”

Dessas experiências as pessoas costumam já generalizar.
“Mangá não tem movimento, não tem ação”.
“Anime foge muito do original”.
“Não existem adaptações para live-action que prestem, e nunca vai ter.”

Mâs,(sic) não é bem por aí...

Vamos começar por um grande conhecido nosso, Saint Seiya, vulgo Cavaleiros do Zodíaco.Veja essa cena:
Photobucket

Ikki vs Nachi. Violência brutal,em poucas palavras. Aparecem até tripas voando, mas não mostrei essa parte para evitar enjôos maiores. A questão é: Como fariam isso no anime?

Aí vai(o samurai):


É um tipo de censura sim. Como viu, meu caro, trocaram o corpo despedaçado por somente armadura despedaçada. Mas acho sensata a censura nesse caso, pois Saint Seiya sempre foi voltado para o público infantil.

Os americanos costumam cortar algumas cenas, mas aí já acho diferente. Lá no Japão eles são menos rígidos, com algumas conotações sexuais, cigarro em desenhos, sangue, etc. Já os americanos já vêem pelo lado dos pais, o que eles não gostariam que seus filhos vissem. O que acho besteira, por que se eles não aprenderem na tv inevitavelmente vão aprender no parquinho. Enfim, os maiores prejudicados são os que percebem esses cortes, os que não vêem na íntegra e nem sabem, e até os dubladores que ficam com o trabalho manchado.

Aí vem a questão: O mangá seria melhor então, pois teria essa liberdade para mostrar o que der na telha do autor? De certo modo pode ser que sim. Mas eu particularmente não acho muito legal o traço do Kurumada, e as lutas ficam muito mais interessantes quando animadas. As lutas desse mangá a meu ver são um tanto repetitivas, as vezes os golpes se resumem ao cavaleiro levantando o braço para cima e o adversário voando.

Até o Hyoga fazendo a dança do cisne eu prefiro a isso (e olha que eu acho aquilo um balé com altas tendências homossexuais, sem ofensas, lógico).

Outro caso parecido ocorreu em Naruto. Alguns já esperam ver uma decapitação na cena da luta contra o Hidan, e até já esperavam para reclamar do possível corte. Tudo bem, cada um no seu direito, mas convenhamos que uma decapitação chocaria demais as crianças.

Bom, para não ser injusto uma comparação entre, na opinião de muitos fãs, a melhor luta de toda a série Saint Seiya, em papel e na telinha, respectivamente:

Photobucket




Não vou dizer que é ruim no mangá. O mangá é ótimo, algumas cenas são muito tocantes (como as lágrimas de sangue, Saga entregando o rosário) e a história de CDZ, falem o que quiser, mas que é cativante isso é. Mas na saga Hades Santuário, CDZ teve inquestionavelmente a melhor animação de toda a série. Talvez perca para o nível do prólogo do céu na qualidade de animação, mas não deixa de estar em um patamar mais elevado. Dêem graças a Deus de terem feito a saga de Hades, principalmente por essa luta. É uma pena que da saga Hades capítulo inferno em diante ocorreram alguns problemas, principalmente pela troca dos diretores e saiu o que saiu(uma m*&@).

Outra coisa que incomoda bastante as pessoas são aqueles, sim, os que te deram dor de cabeça e quase fizeram desistir daquela série: os fillers.

Fillers, ou enxeção de linguiça(já obedecendo a futura regra de não usar o trema, enfim). Quando o anime chega próximo de alcançar o mangá, há duas opções: parar a exibição, ou fazer histórias independentes do mangá. Às vezes não é de todo ruim, lembra da Saga de Asgard? Foi ótema.

Mas no caso de Naruto eles exageraram na dose, e foram vários e vários episódios. Fora esses fillers as vezes há algumas coisas que se alteram do mangá pro anime, como aparecimento de novos personagens, lutas bem prolongadas(como em dragon ball, você acha que no mangá eles se encaram por 10 minutos?) e etc. É um mal necessário, infelizmente a única forma de não notá-los é vendo o Anime antes, mas aí haja coração né, parafraseando Galvão.

Aí muitos param de ver os animes e lêem somente mangás. Só que acabam perdendo pois existem ótimos estúdios de animação que surgem com histórias novas. Por exemplo, a Gainax e o genial Tengen Toppa Gurren Lagan. O Cowboy Bebop que beira a perfeição. Enfim, não abandone os animes também.

Eu particularmente vejo mais animes que mangás, pois ler na tela de um computador, sei lá, não curto muito. Eu compro alguns mangás sim(precisa ver minha prateleira), mas ver animes para mim acaba sendo mais cômodo. Mas se você já leu o mangá, pode ser que mesmo assim tenha alguma luta que te interesse ver animada. Veja. Pode valer a pena.

E por fim chegamos aos live actions. Não somente os tokusatsus, que é como os fãs chamam Jaspion, Jiraiya, Changeman, Flashman e etc. Um ramo que vem adaptando animes cada vez mais são os Doramas ou Dramas. Leigamente, novelas japonesas. E por fim os mais polêmicos: os filmes de hollywood.

Ano que vem será um ano difícil para os fãs de Dragon Ball, eu sei. Adaptação para o cinema de Dragon Ball por Stephen Chow e James Wong.
Mas... Não será totalmente ruim! Eu não vejo como pode ser pior, por exemplo, que o filme chinês de Dragon Ball que foi feito por fãs.

Photobucket
(Goku black power True. A cena da luta contra o crocodilo é a única coisa boa do filme... pra dar risada porque é empalhado o crocodilo, o resto dá sono)

E, além disso, é apenas um primeiro de uma saga de filmes. Não veja como algo totalmente ruim, poderão ter lutas boas, até porque o diretor escolhido tem uma boa experiência nisso (infelizmente, quanto a isso não posso xingá-lo apesar da enorme vontade). E, quem sabe na próxima não escolhem um diretor a altura?

E mais, eu gostei dos atores principais, fora o Piccolo e o mestre Kame(sem barba nao dá não). Há ainda esperanças daquele Piccolo ser o Daimaoh, ou seja, o pai do Piccollo, o que faria mais sentido na cronologia de dragon ball. Esqueceram do Kuririn, mas ele já foi esquecido antes. No último especial animado de dragon ball ele não apareceu.

O que mais gostei foram os figurinos.
Veja as roupas do Goku, bastante fiéis a série:(creditos ao omelete.com.br)

Photobucket

Photobucket

Dou destaque para a calça comprida preta, diferente do original, mas eu achei bem interessante.(que coisa de 'emo' comparar figurino kikiki)

Acompanhamos diversos fiascos em adaptações para live-actions hollywoodianos. De animes acho que não tivemos, pois faz pouco tempo que os americanos se interessaram em fazer, a maioria que vemos são boatos como Evangelion, Akira, Cyborg 009 etc.

Mas esse ano houve uma surpresa, pelo menos para mim: Speed Racer. A crítica não gostou do filme ao que me parece, mas eu achei o máximo. Passou uma sensação muito boa de fidelidade ao anime, e aquilo tudo colorido, quase psicodélico. Talvez isso que tenha prejudicado mais o filme, mas até disso eu gostei, e foi até o motivo de eu querer ver o filme. Os flash-backs como mudança de cena também foi uma coisa fenomenal.

E ficamos por aqui, vocês podem dar sugestões sobre o próximo assunto da minha seção. E comentários, qualquer crítica é bem vinda.


Onde é que eu baixo?

Decidi dedicar uma pequena parte das minhas postagens para ajudar aqueles que não encontram sua série favorita para baixar em lugar algum. Como eu tenho sorte em achar essas coisas, então fico incumbido dessa missão. Então, você pode mandar sua dúvida de download como comentário ou também por e-mail: ehehehahaha2003@gmail.com. E essa dúvida poderá ser publicada com a devida resposta (os emails serão respondidos, claro).

Como é o princípio vou puxar um pouco a sardinha pra uma série que eu estou legendando junto com o shido, um colega meu:

Kamen Rider V3.
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=31408186&tid=5252300430994345084

ou aqui

http://www.tokubrasil.com/forum/index.php?showtopic=23082

(ainda não aprendi como se faz o link no blog, apertei ali no botão mas o link fica invisivel, entao copie e cole)
A meta é um episódio a dois por semana, então sempre vejam se tem episódio novo nesses lugares.

Também estou legendando um anime, mas ainda não está disponível, pois minha “chefa” está no processo de conseguir as raws. Não vou dizer qual é para ficar no suspense, mas se quiserem uma dica é um mahou shoujo (anime de garotas que se transformam). Eu detesto o gênero, pra falar a verdade, mas é que os animadores das batalhas de dragon ball z estão na equipe desse anime, aí não resisti de pegar a série toda. E já estou entrando em mais um fansub nesse exato momento(otaku É foda).

Recomendação da vez:
Como não podia deixar de ser, recomendo o mais comentado nessa postagem: Cavaleiros do Zodíaco(Saint Seiya). Principalmente o mangá Saint Seiya - The Lost Canvas, que é desenhado pela Shiori Teshirogi.O roteiro é do próprio Masami Kurumada. Já é lançado no Brasil pela JBC, por R$ 12,90(ai, facada que dói). E já tem um anime sendo planejado.

Photobucket

(na imagem a edição original do Japão)


Nele é contada a história da guerra santa contra Hades anterior a do mangá clássico. O protagonista é Tenma de Pégaso, e como não poderia deixar de ser, ele tem a cara do Seiya, mas só a cara (e armadura né).
Leiam, é muito bom.

Fim do episódio.

4 comentários:

Wolfang disse...

Ficou muito bom cara, tá de parabéns o.oV

Ryan disse...

trofeu joinha soh pq citou e elogiou CDZ ...

:D

Uchiha ? disse...

bom mesmo é manga e anime para adultos, ai o anime não precisa ter corte e censuras

sobre live action é dificil passar o mundo criado nos animes e mangas, alguns filmes de jogos e HQs americanas ficam legais, mas gastam muito para fazer, e tambem talvez essas obras sejam mais parecidas com o mundo real e facei para a capacidade das produções cinematograficas atuais

Matthaeus disse...

Cara. Tem muito manga censurado também.

E outra. Todas as sérias que tem fillers eu pulo sempre que possível. Nunca assisto fillers. Não importo se faz parte do anime. Para mim se não foi o criador que fez, acho inútil ver.

Tem muito anime sem censura mega ultra violento.
Vejam
http://www.youtube.com/watch?v=rl3JOPLYL3Q
http://www.youtube.com/watch?v=PwOpB6iHyAQ
http://www.youtube.com/watch?v=Ky2wE6ZymUw