quinta-feira, julho 16, 2009

CinePersona #01 - Brad Pitt

Um dos atores hollywoodianos de maior sucesso hoje em dia, Brad Pitt não é apenas consagrado na mídia e entre os espectadores por ser boa pinta (bonito, só eu) e ser, junto com Angelina Jolie, o casal mais famoso do mundo. Não. Uma carreira consistente com atuações fantásticas marcaram sua trajetória rumo ao estrelato, apesar de não ter ganho grandes prêmios (o Oscar, especificamente) o seu nome pode ser facilmente ligado a atuações respeitáveis.

Além disso é um dos meus atores prediletos, e foi o que escolhi para inaugurar essa sessão entre as postagens de filmes. Siga numa análise da interpretação e filmografia deste grande ator.

tag-heur-brad-pitt-1729046-2000-1332

Eu venho pensando já há algum tempo em como escrever esse post, já estava decidido a fazê-lo, mas não sabia como ele deveria ser, inclusive não postei na última semana por isso. Acho repetitivo demais apenas colocar a filmografia dele e comentar, já que qualquer site faz isso e eu obviamente não vi todos filmes que ele fez. Então proponho algo diferente, vou tentar repassar para vocês porque considero ele um grande ator, as peculiaridades de suas atuações e no fim ainda comento como se saiu nos filmes em que melhor esteve.

  • Estilo de atuação: excêntrico e soberbo

A performace de Brad Pitt é bastante singular e tem características que as tornam marcantes nos filmes em que participou, especiais. Ele consegue canalizar o espírito do personagem e o faz fluir com uma naturalidade impressionante, é uma das coisas que mais me admira nele. E seus personagens, geralmente se enquadram em dois padrões – no primeiro ele interpreta personagens excêntricos e no segundo soberbos.

Os personagens excêntricos de Brad Pitt foram os mais elogiados em sua carreira e aqueles em que ele conseguiu suas principais premiações, caso principal de Doze Macacos onde mesmo sendo um coadjuvante na trama ele acabou roubando a cena e sendo o mais elogiado. Esses excêntricos que Pitt interpreta são marcados por possuírem tiques nervosos, movimentos bruscos, serem irrequietos, com gestos únicos; talvez seja parte da personalidade do mesmo ter esse estilo meio, hmm… brusco. Você pode perceber atuações desse estilo em Doze Macacos em que ele interpreta um deficiente mental, em Snatch – Porcos e Diamantes em que ele interpreta um cigano boxeador com trejeitos impagáveis e até mesmo em A Mexicana, onde ele interpreta um cidadão comum que se vê num jogo de intrigas e tiroteio no México e, embora não atue com uma pessoa incomum, é impagável ver seu personagem metropolitano tentando se virar naquela cultura particular, totalmente sem jeito.

O outro estilo são os personagens soberbos, os caras nobres, frios e cheios de si que ele também faz muito bem. Ele também consegue ser bastante natural nesse papel, é como se nas películas ele fosse um astro hollywoodiano frente os meros mortais, e meio que até foi, no caso de Tróia em que ele foi Aquiles, herói grego que estava boçando para ir à Guerra de Tróia, pois sabia que sua pátria dependia dele. Também foi o caso de sua atuação em Clube da Luta, onde ele interpretava um líder, alguém acima dos demais, e mesmo assim um pouco "porra louca" – Tyler Durden. Mas a notória atuação nesse estilo foi Sr. e Sra. Smith, onde ele parecia estar vivendo seu dia-a-dia, e não atuando em um filme, tamanha a naturalidade – no filme ele interpreta um assassino profissional que se casa e vive uma vida dupla, também tem seus momentos 'excêntricos', sua primeira característica, como na cena onde ele vai para o deserto em um jipe, com camisa florida, bermuda e tênis… E um lança-mísseis. Também pode ser citado aqui seu personagem com ar de superioridade em O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (esse bem representativo) e Onze Homens e Um Segredo.

  • Principais atuações – Top 05

bradpitt

#05 – Benjamin Button (O Curioso Caso de Benjamin Button, 2008) - Cena

Esse ocupa a quinta posição por sua representatividade, foi um filme que ganhou bastante prestígio no circuito mundial por ter Brad Pitt interpretando o protagonista em todos os momentos de sua vida, desde a infância (em que era velho) até a velhice (em que era jovem). Sua atuação teve um estilo levemente soberbo, principalmente do meio para o final, em que ele tinha uma mentalidade adulta. 'Levemente' porque ele era mais 'na dele' do que superior. Foi uma bela atuação, diga-se de passagem. Ele ganhou o último Globo de Ouro e foi indicado ao Oscar, que perdeu para Sean Penn.


12 Macacos

#04 - Jeffrey Goines (Doze Macacos, 1995) - Cena

Esse foi um dos personagens mais excêntricos já interpretados por Pitt, Jeffrey não é apenas um louco, é um louco com costas quentes por ser filho de um grande político. Na parte inicial do filme ele é apenas um louco babão com ideias malucas e que dá trabalho para os enfermeiros, nesse primeiro momento do filme a atuação dele é absolutamente brilhante, ele consegue transmitir muito bem os devaneios do personagem, Na segunda parte do filme, frente o vai-e-vem temporal do protagonista, ele reaparece e acaba passando meio apagado, apesar de importante para o desfecho eu considerei que Pitt não transmitiu perfeitamente esse desenvolvimento do personagem.


snatch_front#03 - Mickey O'Neil (Snatch – Porcos e Diamantes, 2000) - Cena

Esse papel foi um dos mais excêntricos, junto com o anterior, nele Brad Pitt interpreta um cigano boxeador – e como não poderia deixar de ser ele mora em um acampamento com outros ciganos, veste roupas estranhas, é todo tatuado, tem trejeitos impagáveis e fala em um inglês que o protagonista definiu como algo entre o inglês da Inglaterra e o Irlandês, só que incompreensível (pronunciava dog como dag). A diferença que fez ele ser superior a Jeffrey é que o personagem passa por uma transformação dramática e Brad Pitt faz seu personagem crescer muito bem nesse momento, roubando a cena nos momentos finais do filme, que contou com atuações fantásticas e um roteiro sublime de Guy Ritchie.


mr-and-mrs-smit#02 – John Smith (Sr. e Sra. Smith, 2005) - Cena

Sinceramente esse filme não se compara aos que ficaram atrás dele nesse ranking, mas eu fui bem honesto no título, é um top 05 das atuações dele, e, para mim, essa foi magistral. Ele estava completamente natural no filme, parecia retratar as brigas reais do casal, que realmente virou casal, Smith. E em cenas como a que ele conversa com o vizinho chato dele, a sequência de ação após o jantar e o desfecho que ela teve, em todos momentos a dupla estava muito bem sincronizada e ciente do que fazia, para mim, principalmente Pitt. As leves ironias que ele soltava para a esposa, as cenas no consultório, tudo, para mim foi uma atuação completa dele, mas como o filme não foi tão supremo, fica em segundo.


tyler#01 – Tyler Durden (Clube da Luta, 1999) - Cena

Não poderia ser diferente, nesse filme Brad Pitt não teve apenas uma atuação fantástica, ele incorporou um dos maiores personagens da história do cinema, e não tenho medo de afirmar isso. Evidente que o roteiro foi excepcional, mas outro se não Pitt fazendo esse papel – o grande líder do Clube da Luta exigiu a soberba, em forma de confiança absoluta de si e daquilo que faz, e a excentricidade, na forma de autodepreciação e desconstrução do mundo real, de Pitt em seu ápice. Foi uma atuação irretocável, uma das grandes injustiças da história do Oscar não tê-lo premiado por ela assim como o filme pelo que representou, um dos desfechos mais fantásticos que já vi. Não tenho como descrever.


175px-Crocodile

Bônus – Crocodile (One Piece) - Cena

Essa seção 'bônus' será utilizada para que eu indique um personagem que o artista em questão poderia interpretar com maestria, personagens esses existentes em livros, mangás, HQs, games, ou pessoas reais, caso sua vida fosse interpretada. Crocodile, do mangá One Piece, é um pirata que serve ao Governo em troca de favores, ele possui a habilidade de manipular a areia; mas o que o aproxima de Brad Pitt é o seu ar superior, além do fato de fotos recentes mostrarem que Pitt até já se assemelha fisicamente a Crocodile. O personagem mesmo quando em desvantagem não deixa seu ar superior ser prejudicado, se veste bem, tem excentricidades e é um verdadeiro nobre. Pitt o faria com uma maestria que até me assusta.

5 comentários:

cinefilapornatureza disse...

Acho que sou uma das poucas mulheres que não é muito fã do Brad Pitt. Acho que ele, como ator, é limitado e repete os mesmos tiques sempre. Apesar disso, admiro a maneira como ele tem lidado com a carreira, especialmente após começar a se envolver com a Angelina Jolie.

Paco D. Lee disse...

Ele realmente tem um tique característico que é aquele de levantar os punhos e balançar as pernas, como tentando intimidar alguém ou como quem tenta afastar um cachorro. Usa muito em Sr. e Sra. Smith e em Snatch. Só que em Doze Macacos ele mudou completamente o estilo e em Clube da Luta ele estava singular, uma atuação bem sólida.

Realmente existem outros muitos atores com melhor repertório, mas eu gosto muito dele. Talvez porque a maioria dos filmes que ele participou tenha roteiros fantásticos, e esse é um fator que eu levo bastante em consideração. Nesse ponto Snatch, Clube da Luta e Benjamin Button são fora do comum.

Edo disse...

Eu tambem não sou muito fã dele não... Como a "cinefila" disse, ele é limitado, eu diria até meio sem expressão - Pelo menos em alguns dos filmes dele - quase um Steven Seagal! XD


E será que eu sou o único que não viu muito graça no filme O Curioso Caso de Benjamin Button?!
Tipo... O enredo não é ruim, ao contrario, é muito interessante, mas eu achei o filme muito arrastado, muito enrolado... Sei lá!

Acho que não deu pra entender muito bem, mas é isso ai! hUIHAIUHiuhaiuHISA

Paco D. Lee disse...

Kamilla. XD

E o filme, pelo menos creio, é arrastado de uma forma lúcida - é a vida inteira de uma pessoa, afinal. Mas à medida que ele vai ficando jovem as coisas ganham um ritmo mais interessante. E eu não acho ele sem expressão, implicantes, vou fazer de alguém mais alternativo no próximo CinePersona. XD

Bebs disse...

Adorei seu post, Paco! =)

Apesar disso eu concordo com o pessoal... também o acho bem limitado como ator e ele realmente tem certos tiques dos quais não consegue se livrar. E ainda acho que ele atua sempre da mesma forma. Não vejo uma entrega ao personagem. Não vejo "o" personagem, mas sim "o Brad Pitt tentando ser o personagem".

Acho que as únicas excessões, em que ele realmente conseguiu se superar, foram mesmo Doze Macacos e Clube da Luta. Já o Benjamin Button eu não posso falar porque não vi. hehehe

Mas enfim, eu também gosto dele, acho um cara bacana e carismático, além de autêntico. E gosto de como ele e a Angelina conduzem suas vidas e carreiras. =)