quarta-feira, novembro 18, 2009

Dragon Ball Z - A Lenda do Super Saiyajin



Para variar um pouco vou falar de um jogo de anime para SNES dessa vez: Dragon Ball Z - Chou Saiyajin Densetsu(A lenda do Super Saiyajin).
Como muitos títulos japoneses, esse jogo não foi lançado em outros países. Mas alguns fãs traduziram em vários idiomas, de italiano a português.



Esse jogo é conhecido por aqui como "DBZ Rpg". Mas na verdade não é bem um rpg, mas uma espécie de jogo de cartas com animações de luta.
Hã um sistema de vôo, e vôo em alta velocidade(algo que pouco se vê em outros jogos do tipo).






A lenda do super saiyajin passa uma ótima experiência do anime.
Você começa com Goku e Piccolo contra Raditz e vai até o planeta Namek onde enfrenta o Freeza(se fizer direito, ainda há uma luta extra que não ocorreu na série).

Uma coisa interessante é que se um personagem morrer, que não seja um dos principais como Goku, Gohan ou Piccolo, não dá game over. E você ainda terá a chance de revivê-los no final do jogo, com as esferas(mais aí perde a chance de deixá-los mais fortes).


Algumas partes você tem que raciocinar para não fazer besteira.
Por exemplo, se você for falar com os Nameks antes de salvar o Dende, eles lutam com você.
E não queira isso, pois derrotando eles ou perdendo dá game over(e não pode fugir).

Também não necessariamente tudo ocorre como a série(e às vezes ocorre tudo diferente). Por exemplo, o Goku chega a Namek o quão mais rápido você termina seu treinamento na gravidade.
E você pode deixar seus personagens tão fortes a ponto de sequer precisar da ajuda de Goku ou de Vegeta(como SEMPRE acontece no anime nessa fase). Há vários caminhos e possibilidades a seguir, mais ou menos como na série DragonQuest.


Tudo isso torna o jogo muito divertido e por vezes... frustrante!
Claro que em um "rpg" você tem que falar com todo mundo as vezes para encontrar o caminho a seguir.
Mas tem uma parte nesse jogo que é impossível deduzir: se você não encontrar um clone do Dende(wtf) em um vaso(wtf2) voce simplesmente não pode seguir em frente.
Não conheço uma pessoa que não tenha empacado aqui e aí tem que recorrer a detonado.

Além disso outra frustração é o inimigo que aparece a cada 2 passos. Tá, você pode tentar fugir, mas além de muitas vezes você não conseguir você acaba por ver todas suas cartas estragadas no processo.

Isso porque cada carta tem um número de 1 a 6, e Z(que é o nível mais alto). As cartas azuis são especiais(como o kamehameha, kaiyoken, genki dama, no caso do Goku). E elas gastam seu ki. Quanto maior o número, mais chance de você atacar antes do inimigo(o que poupa mortes desnecessárias).
Mas toda vez que você foge, o número de todas suas cartas decresce um número. Tudo bem se você for gastar as cartas de uma vez, mas é mais interessante guardar os especiais de nível Z para os chefes(atacando sempre com apenas um guerreiro para isso).
A carta que você vê embaixo do personagem representa a carta que faz seu personagem atacar todos inimigos. A mais útil para fortalecer o guerreiro, já que o golpe final dá a maior experiência.

Os ítens variam de radar do dragão a ítens que recuperam o ki e o hp. Há ítens mais caros como o do Shen Long e o do Patriarca que fazem coisas mais interessantes.
(é bom saber o que a carta faz e não usar aleatoriamente, pois isso pode mais uma vez "ferrar" todas suas cartas).

Vegeta é um personagem interessante de jogar. Ele, em seu time, faz o que bem entender e persegue os inimigos quando tentam fugir.

Um dos segredos do jogo é que você pode transformar o Gohan em Super Saiyajin. Nunca tive paciência, fora por cheats, mas diz a lenda que se você chegar no nível 99 ele faz a transformação.

Alguns screenshots:











Notas

Jogabilidade
- 9/10

Treinar e matar alienígenas. Assim é Dragon Ball Z. As lutas com as cartas pode levar um tempo para se acostumar, mas não é difícil nem ridiculamente fácil. E o sistema de treinamento com o senhor Kaioh, ou na máquina de gravidade é bem divertido. Além, claro, do já citado sistema de vôo.

História - 8/10

Fiel ao anime mas com algumas poucas mudanças sem sentido.

Gráficos
- 7/10

Sprites um pouco fracos, fora da batalha. E algumas coisas bizarras como... o Goku Super Saiyajin ter o mesmo cabelo só com a cor diferente.(Você sabe né, devia virar aqueles cachos de banana).

Som - 6/10

Não tem músicas especiais para os chefes, e são poucas músicas também. Alguns efeitos sonoros chegam a ser hilários.

Geral
- 8/10

Vale muito a pena para fãs da série.



Existe ainda uma espécie de remake desse jogo para DS: Dragon Ball Z - Goku Densetsu(Harukanaru Densetsu), lançado em 2006 no Japão e em 2007 no US.








Na verdade é um segundo remake, pois a série começou no nintendo 8 bits(NES).

Até a próxima.

5 comentários:

Yoshi disse...

orra jasque.. vc é bem bonzinho pra dar notas heim..

primeiro que quase nenhum jogo de dragonball presta.. só por ser jogo de dragonball, o jogo ja deveria perder pontos ahuahuahua
só pela sua existencia

aí.. vc vem me dizer que há coisas sem sentido na historia e mesmo assim me da um 8!

que quase não há musica e que os efeitos sonoros são ridículos.. e me da uma nota 6!!

aí a nota geral foi 8!!
na boa.. final fantasy é 8!
esse troço deveria levar uns 3,5!!! aahuahuauahuahuahua

Jasque disse...

Vdd,acho que nao fui muito feliz nas notas xDD

Pelo jogo ser antigo e por eu nao conhecer muitos sites de reviews de games.

Aqui há algumas notas de usuários: http://www.gamefaqs.com/console/snes/review/588289.html

(mas sao tantos fãs que poucas notas sao 3 ou 5)

Mas como disse, o jogo só vale a pena para quem é fã(e a review é feita por um otaku xDD)

Dos jogos de DBZ ainda acho esse o melhor(tirando claro, os de luta).

E caramba, esses jogos do DS são ruizinhos hein

o unico que eh legal, o do dragon ball kai, da bug no emulador e no r4 ><

Thyago disse...

pow jasque, realmente, foi de matar as notas XD
os gráficos merecem um -1, são mais feios que muito jogo do NES.
o som é atééé maneirinho, lembrando o que escutávamos no anime.
agora o massa era enfrentar o vegeta ssj no final! caramba, vc tinha q apelar pra carta do patriarca com o goku transformado para poder ficar com o nível de luta igual ao dele! XD

a nota geral, para este jogo, devia ser no máximo 4. eu joguei essa coisa quando era moleque ele em japonês mesmo (coisa que nunca mais tive a coragem de fazer) e digo que a parte de achar o clone do dendê no vaso foi algo q eu descobri como passava pq eu tive a paciencia de cutucar cada canto daquele mundo XD

aliás, sabia q dah pra enfrentar o freeza com o piccolo sozinho OU com ele sem estar fusionado com o neil? este game dava umas possibilidades interessantes, mas por favor, era feio demais e certos personagens eram simplesmente um desperdício de tempo treinar, como o yamcha e o chaos XD

Wanderson disse...

olhem minha analise:

http://www.dingoobrasil.com/retrogames-f21/3-mini-analise-jogos-bons-para-se-ter-no-dingoo-t335.htm#1693

Gustavo disse...

Se os integrantes do blog não estivessem mortos... eu os chamaria para opinar.

Mas sua análise ficou muito boa, parabéns!