segunda-feira, outubro 20, 2008

Homem-Aranha #81 - One More Day - 1ª Parte

Peter Parker iniciou sua carreira como super-herói ao perder tragicamente seu tio Ben. Desde então, inúmeras tragédias assolaram o herói: perda do 1º amor e de seu pai, morte do melhor amigo, clones, perda da filha, mudança de poderes, antigas traições da namorada, revelação da identidade e, recentemente, o atentado à May Parker. Iniciando em Homem-Aranha #81, começa a busca de Peter por Um Dia a Mais com sua tia.

Ao lado do leito hospitalar de sua tia, Peter relembra os últimos acontecimentos desde que revelou sua identidade ao mundo. Ele se culpa pela atual condição dela, pois essa revelação o tornou um alvo mais fácil, fazendo uma bala ser disparada contra ele, mas que acabou acertando a senhora.





Como se não bastasse isso, o Dr. Fine se aproxima, explicando que a falta de um seguro ou de pagamento obrigará o hospital a transferi-la para a ala de caridade. Isso, claro, provoca um ataque de raiva em Peter.

Ele deixa a tia aos cuidados de Mary Jane, saindo para visitar, segundos suas palavras, alguém de conta bancária recheada. Antes de sair, o médico revela que o reconheceu e tentaria ajudar o máximo que pudesse, pois o Homem-Aranha havia salvado seu tio, mas que não poderia mudar as exigências do hospital.

Peter, como qualquer um imagina, vai até o homem mais importante do Universo Marvel atual, que aparece ou é mencionado em todas as histórias. Claro que a invasão da Torre-Stark não é bem vista.



Peter usa suas teias para bloquear os jatos da armadura, porque não quer que o Homem de Ferro se vá antes que ele termine. Stark acusa Parker de traição e ameaça prendê-lo.

Uma rajada de energia em potência máxima indica que Peter irá perder, mas ele dispara o máximo de suas teias, com um resultado até divertido.


Peter então conta todo seu drama, revelando a condição de sua tia. Ele culpa Stark, que prometeu que seria seguro para MJ e May a revelação da identidade, mas não foi bem assim. Nosso gêniozinho de plantão só esqueceu que Stark não garantiu essa segurança para um fugitivo do registro.

De qualquer forma, Peter apela aos sentimentos de amizade que Tony tinha por May e pede ajuda. Este diz que fazer isso seria fornecer ajuda à um foragido, o que comprometeria sua posição e arruinaria tudo que foi construído desde a Guerra Civil. O Homem de Ferro parte, apenas dando a chance do Aranha poder se despedir da Sra. Parker, mas garante que uma próxima vez resultará em prisão.

Peter retorna de mãos vazias, mas garante para sua esposa que vai fazer o que for preciso para ajudar, até mesmo vender sua alma. Felizmente, isso ainda não é necessário, pois Jarvis aparece, com uma conta corrente de dois milhões de dólares. Cortesia, claro, do Sr.Stark.

O Homem-Aranha então sai, ignorando as previsões pessimistas do Dr. Fine e determinado a salvar sua tia, mesmo que atravesse os portões do inferno.

Como a ciência considerou humanamente impossível May se restabelecer, o Aranha procura alguém que está acima das condições naturais.

Infelizmente, mesmo para o mago supremo Stephen Strange há limites. Ele diz que todos morrem, querendo mostrar para o atormentado rapaz que isso faz parte do ciclo da vida. Peter diz que aceitaria uma morte por idade, daqui anos, mas não dessa forma. Strange pergunta qual seria a diferença e o rapaz responde que se ela morre agora, seria por sua culpa, algo que ele não suportaria.

Diante da dificuldade do Aranha em aceitar os argumentos de Estranho, o mago utiliza-se de um artefato chamado "Mãos da Morte", que permitiria viajar pelo espaço-tempo. Peter logo tem a idéia de voltar no tempo e impedir o tiro fatal, mas a idéia de Stephen é enviá-lo a qualquer lugar no presente, para que pudesse pedir ajuda.

E é o que ele faz, desde a Falecida dos X-Táticos até o Dr. Destino, conseguindo a mesma resposta de todos. Ao que parece, May Parker irá mesmo morrer e nada poderá ser feito.

O Aranha, claro, não se dá por vencido e, em um momento de distração de Estranho, recita as palavras mágicas e utiliza o artefato para viajar no tempo.

Só que, sem sorte como sempre, o máximo que ele consegue é sofrer novamente, uma vez que fica em estado imaterial e invisível, podendo apenas testemunhar o atentado novamente. Além disso, ele é severamente atacado por estranhas criaturas, sendo bem ferido e salvo pela chegada do Dr. Estranho.



O mago explica que as criaturas são os Transeuntes Noturnos, que possuem a missão de impedir que a história seja alterada. Ele leva o Aranha ao seu santuário, mas retorna um pouco mais no tempo, para um dia em que sua versão futura não se encontrava.

Enquanto começa o processo de cura do Aranha, um visitante chega ao santuário e se trata do próprio Aranha. Esse encontro foi mostrado na edição nº17, onde ninguém soube que era um Strange do futuro.

Ao retornarem para o presente, Strange aconselha ao rapaz que vá se despedir de sua tia, pois seria muito importante ela partir ciente do amor do sobrinho, como um último presente. Peter chora e nada mais diz, saindo do santuário.

Ao se afastar, lembra das palavras de Strange, que todos morrem e não se pode mudar isso, mas uma voz o chama dizendo: "-Ele tem razão. Você não pode mudar nada. Mas eu posso."




E então, fãs do Cabeça-de-Teia que ainda não conhecem o desfecho de One More Day, querem arriscar um palpite de quem é a misteriosa garotinha?

Na próxima semana, não percam a conclusão de "One More Day" (Que para muitos, foi a gota d'água)

5 comentários:

Ryan disse...

resumão marvel

:D

Thyago disse...

mephisto
ops :x

Uchiha ? disse...

legal, escreva logo a parte 2

Phan disse...

esperava um review e tal, mas não um resumo, enfim, eu gostei do resumo, mto bom JC o/

Jasque disse...

o homem aranha é o herói mais sofredor de todos xD

mas ele deu um sacode no Stark hein, quem diria?