segunda-feira, junho 15, 2009

O Botafogo ainda irá surpreender

Com um título desses qualquer um pode pensar que isso é o que todos comentaristas falam, falam e falam e o Botafogo nunca acontece. Acumulou nos últimos anos uma série de insucessos com times até que não tão desqualificados tecnicamente. E logo em 2009, o ano em que o Botafogo parece pior das pernas, com um mal começo de ano e um elenco fraquíssimo eu apareço para dizer que ele irá surpreender? Sim. Os anos 10 (ou 2010, não sei bem como vai ficar isso) poderão reservar coisas muito boas para o Alvinegro. Saiba porquê.

time

Reestruturação financeira e política de pés-no-chão

Okay, esse blog é composto por pessoas de todos os cantos do Brasil e temos leitores também em diversas localidades (até fora do Brasil, wee). Mas sejamos honestos, os últimos anos não têm sido os melhores para o futebol carioca, os times da antiga capital brasileira amargam fracassos em torneios nacionais e internacionais, reduzindo sua participação a campeonatos cariocas de baixíssimo nível técnico – compensados apenas por partidas abertas e emocionantes, muito devido à torcida.

Grande parcela dessa descontinuidade no futebol carioca se deve à péssima administração dos clubes, que mantiveram uma posição coronelista frente a um mercado cada vez mais profissional, que exigia muito mais conhecimento do que amizades e charutos. O futebol carioca continuou a gastar mais do que tinha, fazer grandes contratações e pagar salários astronômicos quando isso era visivelmente inviável, hoje as dívidas são tão onerosas que mesmo que se propõe a fazer um trabalho honesto se vê de mãos atadas.

Não vou entrar nos méritos da administração de Bebeto de Freitas, que foi bastante controversa no General Severiano, mas é bem verdade que ele assumiu o time na sua pior fase histórica – quebrado financeiramente, com a torcida reduzida, poucas receitas, quase nenhuma estrutura, sem categorias de base e recém-rebaixado à Série B. Ufa! É bem verdade que se o Botafogo não se reestrutura naquele ano, apesar da história maravilhosa, correria sério risco de se tornar um time pequeno do Rio, como o que aconteceu com o América. A intervenção de Bebeto foi providencial, ele reduziu os gastos do clube e montou um time competitivo que foi promovido à Série A junto do Palmeiras (lembre-se que naquele ano apenas dois clubes seriam promovidos, e haviam dois grandes disputando).

Mas Bebeto desandou. O time era competitivo, mas em seis anos de gestão conquistou apenas o Carioca de 2006, Bebeto começava a transparecer fraqueza emocional, chegando a invadir o Engenhão no jogo contra o São Paulo em 2008 e se trocando com policiais em Recife, na fatídica partida contra o Náutico onde o zagueiro André Luis foi preso. O grande mal do presidente foi ter sido torcedor demais, desvirtuando sua respeitável posição. Porém, assim como Getúlio Vargas foi sábio até em sua decisão final, Bebeto de Freitas soube que era o momento de sair de cena e permitir que alguém com sangue novo reformula-se o futebol do Botafogo.

botafogo-marechal-hermes

Maurício Assumpção e o porquê do título da postagem

Em 02 de Janeiro de 2009 Maurício Assumpção, candidato único, assumiu a presidência do Botafogo. E logo deixou bem claro que o seu principal objetivo era investir o máximo possível nas categorias de base do clube, argumentando que a deficiência financeira do clube iria impedir a contratação e manutenção de jogadores de ponta. Entre as medidas adotadas incluem-se a limpeza das categorias de base - que tinha a grande maioria dos jogadores pertencentes a empresários, e não ao Botafogo, o que inclusive fez com que o alvinegro não disputasse a Copinha de 2009-; a proximidade do treinador Ney Franco das equipes de base; e os treinos dessas equipes no Caio Martins e no Engenhão.

E é por isso que eu digo que o Botafogo irá surpreender! O investimento nas categorias de base já está dando seus resultados: o time que desde Leonardo Moura (hoje lateral do Flamengo) não revelava nenhum nome de peso, já conta com quatro jogadores da base figurando no time titular nas últimas rodadas e uma senhora promessa. Isso, aliado à política econômica de pés-no-chão pode levar o clube que mais cedeu jogadores à Seção Brasileira na história a disputar os principais títulos nos anos 2010 – e passada a era Cuca o emocional da equipe deve estar reestabelecido, o que evitará as depressões pós-insucesso, que ocorreram com a derrota frente o River Plate na Sulamerica de 2007 e após o Tri-Vice Campeonato Carioca junto ao Flamengo.

As Casas de Apostas Londrinas não erram, os anos 2010 terão o Botafogo predominando no futebol carioca, quiçá nacional.

Os nomes

  • Revelação 01     renan

Nome: Renan dos Santos (Renan)

Idade: 20 anos

Histórico: Indo ao Caio Martins de ônibus e carona foi alçado ao time titular em 2007, ainda com 18 anos, quando o titular Castillo se contundiu. Enfrentou alguns jogos fáceis no Carioca mas logo teve sua prova de fogo na final do campeonato – mostrou segurança e conseguiu conquistar a vaga de titular. Hoje é um nome forte para a seleção sub-20 e titular absoluto do clube alvinegro. Uma de suas deficiências ainda são os pênaltis, onde o corpo franzino impede que ele cubra uma maior área do gol e pegue mais bolas.

  • Revelação 02    Rodrigo Dantas

Nome: Rodrigo Corrêa Dantas (Rodrigo Dantas)

Idade: 19 anos

Histórico: Muito badalado nas categorias de base disputou a Copinha de 2007 ainda com 17 anos e teve na sua estréia uma prova de fogo: a final do Campeonato Carioca de 2009 com o Botafogo em desvantagem no placar. Apesar da derrota nos pênaltis o jogador foi aprovado pelo técnico Ney Franco e chegou até a ser nomeado pelo mesmo como sucessor do meia Maicossuel, vendido na janela do meio do ano.

  • Revelação 03Gabriel

Nome: Gabriel Henrique Silva (Gabriel)

Idade: 20 anos

Histórico: Alçado ao time principal ainda no final de 2008 o jovem lateral-esquerdo mostrou segurança na Copa do Brasil e foi o titular na final do Campeonato Carioca, onde inclusive perdeu uma das penalidades que decidiu o campeão. Hoje perdeu espaço devido à ascensão de Eduardo na lateral-esquerda.

  • Revelação 04Laio-fogão

Nome: Laio Azeredo dos Santos (Laio)

Idade: 20 anos

Histórico: Vindo do Americano de Campos, nos nebulosos tempos do dirigente Caixa D'Água, o atacante marcou sua passagem pelas categorias de base com bastantes gols. Em 2009 atuou em algumas partidas e iniciou outras como titular, marcando seu primeiro gol no último sábado (13), frente o Santos.

  • Grande Promessaluisguilherme

Nome: Luís Guilherme Loreno Marcelino Alves (Luís Guilherme)

Idade: 17 anos

Histórico: Destaque absoluto das seleções sub-15 e sub-17 do Brasil o jovem goleiro fez uma excursão com o Botafogo B para disputar jogos amistosos na Suíça, onde também foi destaque. Mostra segurança e bastante caráter, características que aliadas à sua qualidade técnica fazem com que figure como principal promessa do Botafogo e, porque não? Da Seleção Brasileira.

7 comentários:

Eduardo disse...

Realmente espero que o Botafogo consiga voltar a ter maior destaque nacionalmente, mas acredito que não vai ser ainda esse ano

E o América também tá passando por uma reestruturação, com diretoria competente, ótimo patrocínio(Unimed/Penalty) e claro, a ajuda do Romário, que é o que mais incentiva jogadores e empresas a virem pra cá. Também tem umas boas promessas nas categorias de base, alguns até já devem ir pro time principal ainda esse ano

Thyago disse...

eca, futebol

Jl'Cr, O Skrull disse...

Quanta gente bonita no meio dessas revelações.

cinefilapornatureza disse...

Não acho que este seja o ano em que o Botafogo ainda irá surpreender. Mas, as razões levantadas no post me levam a crer que o trabalho de hoje pode dar resultado lá no futuro. Veremos se num futuro próximo... :-)

Gusta disse...

Botafogo virando um timaço só pelo investimento nas categorias de base? Vamos com calma...

Paco D. Lee disse...

A base do Botafogo é historicamente eficiente, e não é só ela - mas ela aliada a uma política financeira segura, talvez a melhor do Rio.

Acho que com isso o Botafogo pode surpreender, ou seja, ganhar uma CdB, ir para uma Libertadores, chegar entre os três no Brasileiro... Nada que o Fluminense não tenha feito quando entrou a grana da UNIMED.

Enfim, esse ano é difícil, Kamila, esse tipo de investimento costuma ser de longo prazo. Mas creio que ainda nos anos 2010 ele vai ter uma curva crescente.

Gabi disse...

O botafogo ia o que mesmo? xD