terça-feira, fevereiro 03, 2009

Os diferentes tipos de gamers e seus gostos.



No post de hoje irei falar dos diferentes tipos de gamers. Sim, não somos todos um só tipo estereotipado de gente (apesar de que a maioria não consegue cuidar da sua higiene pessoal). Existem tantas variações atualmente que fica um tanto difícil montar um esteriótipo do atual gamer. O que é, de certa forma, uma coisa boa. A parte ruim disso é que eles são nerds do mesmo jeito.

Enfim, deixemos de enrolação.

Old-School gamers.



Normalmente, são gamers que mantém seu hobbie desde a época do Atari, porém os mais jovens desse grupo são donos de NES, que, diferente do meu Xbox 360 que não deve durar mais do que 3 anos, até hoje funcionam perfeitamente.

Que bela lição na sua cara né Microsoft? Um console feito a mais de 20 anos ainda dura, já o seu Xbox 360 possui a vida útil de um hamster em coma.

Pessoas que pertencem este grupo, o qual eu mesmo me incluo também, normalmente são mais maduras e sabem apreciar clássicos que resistem ao tempo, como Super Metroid e Super Mario World, ambos do SNES.

Porém, esse pessoal possui um pequenino defeito.

São puramente nostálgicos e acham que tudo o que foi criado depois da era dos 16-bit é algo que teve seu conceito descaradamente copiado desta era e que tudo é sem originalidade.

Não que eles estejam completamente errados, mas cada geração trouxe algo a mais para todos os gamers, como a atual que é a de comunidades online. Claro, muitos games são bastante parecidos e são feitos empacotadinhos para o consumo do mercado, faltando o experimentalismo que tínhamos antigamente.

E muitas das pessoas desse grupo até hoje jogam, como o pessoal que se reuniu na ENA, em São Paulo. Uma das meninas do blog Girls of War foi dar uma conferida no evento, que você pode ver comentários e fotos clicando aqui.

RPG-gamers.



Esse grupo é bem curioso. Tem alguns que se consideram jogadores de RPG, mesmo somente tendo tocado games como os da série Final Fantasy.

Vale lembrar também que, por mais que tente, um game RPG nunca será tão legal - e, em 99% dos casos, hilários, principalmente se você joga com um anão albino caolho. Deixando isto claro, vamos caracterizar estes sujeitos.

Quem é REALMENTE um jogador de RPG's eletrônicos é, de certa forma, um old school gamer. Falo isto porque não conheço ninguém deste grupo que já não tenha jogado algum game da série Diablo ou de Fallout. Ambos os games tiveram as suas versões anteriores lançadas a quase 10 anos, o que já é um tempinho considerável (se pensarmos bem, duas gerações). Normalmente, gostam de pegar um game e destrinchá-lo em todos os aspectos, procurando até mesmo bug's neles (o que normalmente conseguem, já que bug's em games RPG's são praticamente obrigatórios).

O humor negro é uma característica deste grupo, afinal, que outro grupo de desalmados ajudaria criancinhas a fugirem de um calabouços cheio de demônios e, depois de receber a recompensa, estourar a cabeça dos diabretes?

FPS-gamers.



Este grupo é normalmente formado por pessoas que se viciam em apenas UM JOGO em 80% dos casos. A prova disso é que Counter-Strike até hoje é jogado por muita gente. Normalmente se reúnem em Lan Houses e varam madrugadas em mapas que já estão decorados de uma forma que é possível eles caminharem por ele todo controlando o personagem com a língua enquanto estão de olhos vendados.

Confesso que nunca fui um fã do gênero, apesar de ter jogado muitos jogos dele, como Medal Of Honor, Black e mais recentemente Bioshock.

O problema dele é que é necessário games que realmente tragam algo novo, como Bioshock fez e eu já comentei num post anterior meu. Em 90% dos casos, é andar por mapas recheados de inimigos, com esta ou aquela bifurcação que leva a uma chave pra abrir uma determinada porta.

O interessante é que são um grupo de gamers mais sociáveis, já que eles SE REÚNEM para jogar, diferente de muita gente que se isola do mundo. O problema é que graças a eles houve uma verdadeira chuva de FPS por um tempo no mercado de games, deixando tudo com uma puta cara de "massa véio". Arrotaram tantos jogos do gênero, você era herói da Segunda Guerra Mundial tantas vezes que o gênero se tornou chato para muitos outros gamers.

Frequentadores de Fóruns de Games.



Este é um grupo de gamers que foi sofrendo mudanças com o passar do tempo. Inicialmente, era um local onde gamers se reuniam para compartilhar suas experiências com os games e ajudar uns aos outros, informando-os com notícias da indústria e com patches para consertar determinados bug's que haviam nos jogos. Era um grupo meio que exclusivo dos gamers de PC, mas ultimamente isso tem mudado.

Agora, quase todos os gamers frequentam algum tipo de fórum pelos mais variados motivos. Claro, isso não mudou o que os fóruns são fundamentalmente, onde muitos gamers vão somente para compartilhar com outras pessoas suas experiências, outras atrás de ajuda, mas, o diferencial de hoje é que ele é usado também para falar mal de determinado console concorrente.

E este tipo de gente é o que eu irei caracterizar a seguir.

ISTAS.



Ahhh, os istas.

São pessoas que adotam tal console como o melhor do mercado e não existe NADA que os convençam do contrário, afinal na cabeça deles são ELES quem estão certos e você não passa de um Noob retardado que tem um cérebro de ervilha!

Os argumentos que eles usam chegam a causar dó, muitas vezes utilizando dados técnicos que nem sequer ELES entendem direito. Lembro-me do lançamento do PS3 e a raça sonysta falando do "poderoso chip cell e a mídia blu-ray", enquanto a raça caixista ainda hoje só consegue rebater dizendo que as exclusividades da Microsoft são melhores. Sem falar dos ataques que cada um faz para a outra plataforma, um lado falando do famoso problema das 3 luzes vermelhas no Xbox 360 e o outro falando da falta de jogos exclusivos que te façam comprar um PS3.

Pois escutem só, possíveis seres alienados que por ventura estejam lendo este tópico, na parte de acusações ambas as partes estão certas! A Microsfot, tentando lançar o mais rapidamente possível seu console, colocou no mercado um videogame cuja vida útil para o consumidor é limitada pela sorte do coitado, enquanto que a Sony somente no final de 2008 conseguiu lançar jogos realmente bons para seu console, quase 3 ANOS DEPOIS DO SEU LANÇAMENTO.

Enquanto isto, a Nintendo ri da cara das duas companhias, com o seu console menos poderoso e com uma proposta de jogatina mais simples, voltada para o público casual. Eu mesmo, que num post anterior havia feito críticas à Nintendo, estou pensando em comprar o Wii, pela quantidade ABSURDA de games que ele tem, sem falar que é possível jogar games dos consoles anteriores dela, alguns deles com gráficos melhorados, como Banjoo Kazooei Nintendo 64.

Ser "fiel" à uma determinada companhia de games é uma das coisas mais ridículas que se pode fazer. Todos os consoles atuais tem ÓTIMOS jogos, todos tem seus prós e seus contras. Um ista nada mais é do que um câncer na comunidade gamer, que deveria ser ver como uma única só, independente de companhias, consoles ou softhouses. Isto tudo serve para nos enfraquecer como uma comunidade, afinal, se não houvesse concorrência e uma companhia não tentasse vencer a outra, não teríamos a grande quantidade de jogos bons que tem saído nos últimos anos, como Gears of War 2, Litlle Big Planet, Halo, Metal Gear Solid 4, Bioshock, Mario Galaxy, entre outros.

Isso tudo é criado de um sentimento de medo de arrependimento de ter comprado certo produto, afinal, você quer que o seu seja o melhor do mercado. Bem, acredite, não é.

Casual-gamer



Podemos dizer que os gamers casuais são, ao mesmo tempo, a salvação e a perdição da atual geração de gamers.

A salvação porque indicadores econômicos atuais mostram que foram graças a ELES que a indústria de games em geral continua em crescimento, mesmo com a crise econômica. Eles compram mais jogos, mais consoles portáteis e assim, dão o dinheiro que a indústria precisa crescer como um todo, principalmente as softhouses como a CAPCOM e a SQUARE-ENIX.

O problema é que, graças a eles, muitos jogos que estão saindo atualmente estão ficando com o seu nível de desafio cada vez menor. A atual geração não tolera mais perder para a máquina, ela quer sempre uma saída e não existe nada mais frustrante do que ver uma tela de "Game Over" na cara deles. A prova disso é games como o novo Prince of Persia, em que você luta contra seres malígnos usando espadas e magia e simplesmente NÃO TEM COMO VOCÊ MORRER, NEM SE VOCÊ TENTAR SE "SUICIDAR", O JOGO NÃO PERMITE.

Outra coisa é uma ferramenta de "detonado" que a Nintendo está querendo criar para implantar em seus jogos, em que é mostrado que caminho seguir, que itens pegar ou com qual NPC você deve interagir caso esteja preso no game. Havia um tempo em que você apenas terminava o game se fosse bom, não era necessário ser um jedi enquanto jogava a maioria dos games, mas eles pediam que você tivesse ao menos um pouco de prática. Um bom exemplo disto é Ninja Gaiden, pois ele possui partes que são difíceis de se passar, mas você sabe que consegue se praticar um pouquinho. Hoje, caso um game tenha um pouco mais de dificuldade, é chamado de "frustrante", "desafiador além da conta" e até mesmo de "mal feito". A geração de hoje não pode mais ser desafiada ou perder, senão acha o jogo ruim, afinal, é mais fácil o jogo ser ruim do que a pessoa ser um incompetente.

MMORPG-gamer



Bem, este tipo de gamer surgiu até que recentemente comparado a outros tipos de gamers, afinal, a Internet só se tornou algo popular a relativamente pouco tempo. Gastam HOOORAS na frente do seu computador melhorando e aperfeiçoando seus personagens para apenas... saquear, roubar e matar. Bem, um ou outro game do gênero traz alguma coisa diferente, mas fundamentalmente todos são assim.

O problema deste tipo de gamer é que ele, se não tiver cuidado, passa a ter sua vida controlada pelo jogo. Os MMORPG's são games que não possuem fim, e como tem muitas maneiras de você fazer diferentes combinações com seus personagens, é algo que pode realmente se tornar viciante.

Pessoas mais jovens normalmente que estão inclusas neste tipo de game são as mais afetadas, afinal, perder um sábado de tarde na frente de um computador somente para ver seu personagem aumentar de level significa que você precisa de mais amigos. Amigos de VERDADE, e não os que você conheceu no jogo e pensa que é uma linda mocinha, e na verdade é um nerd das tetas enormes se fazendo passar por mulher para conseguir itens de jogadores na secura.



Bem pessoal, estes foram os tipos de gamers que consegui pensar no momento, caso eu tenha deixado algum de lado ou ignorado, por favor me avisem pelos comentários.

Update - Pessoal do Fliperama


Ahhh, o fliperama, local onde grandes clássicos como Street Fighter e The King of Fighters nasceram. Os gamers dessa categoria são uma mistura de quase todas as faixas etárias, desde os mais velhões que já jogaram Fatal Fury até a pivetada atual viciada em Tekken. As pessoas deste grupo normalmente ficam sem dinheiro em menos de uma semana depois de recebê-lo, pois gastam tudo o que tinham e o que não tinham em fichas para poder chegar até o final de algum jogo.

É um martírio para qualquer um se iniciar neste meio, já que a máquina e qualquer eventual oponente não terá pena de você, afinal, se ele perde para você a sua honra no fliperama estará manchada! O estilo de games que prolifera é o de luta, mais especificadamente The King of Fighters. Pode reparar que qualquer fliperama atualmente tem pelo menos 6 edições diferentes deste jogo.

Uma pena que os fliperamas estão cada vez mais entrando em extinção, já que os consoles "caseiros" possuem inclusive os mesmos jogos que são encontrados na maioria deles. Hoje, a maioria só pode ser encontrada em shoppings, o que é um saco, já que em vez de você pagar R$ 0,25 por uma ficha, você tem que comprar um cartão e ainda botar créditos neste cartão, e não são raras as vezes que para você dar uma jogadinha é necessário o desembolso de pelo menos R$ 20,00 para sair do lugar satisfeito, coisa que antes era feita com apenas R$ 5,00.

Como prometido, adicionei mais um tipo de gamer fundamental, caso lembrem de mais algum, me avisem.

Não esqueçam que cada gênero tem suas qualidades e seus defeitos, não existe game perfeito. Exceto Chrono Trigger, aquele jogo é perfeito, se você não acha isto que um mamute enfie a tromba dele no seu rabo!

Até!

11 comentários:

Eduardo disse...

Cara, esqueceu de falar dos pivetes de fliperama, a raça mais irritante que já existiu no universo
xD

E eu creio que eu seja um old-school... Comecei aos 3 anos com um Master System... Bons tempos aqueles... xD

Bebs disse...

Grande texto Thy, adorei!

Eu sou uma old-school gamer também. =)

Fabio disse...

Sou old school, casual gamer e MMORPG gamer, hoje mesmo, joguei Donkey Kong, Pangya e Perfect World ^^'

Eduardo disse...

Cara... 0,25? Isso tá é muito barato xD
Aqui custa no mínimo 1 real...

Ah sim, e Ocarina of Time também não tem nenhuma falha

Thyago disse...

eu pagava 25 centavos para jogar no fliperama atrás do meu colégio XD

Mr disse...

aqui era 8 fichas por 1 real...vc pegava 3 reais e tinha uma tarde inteira de diversão...a diferenciação dos arcade players seria a rivalidade cara a cara.diferente de outros jogadores, oa arcade players conhecem seus rivais, suas tecnicas de jogo, os amigos dos rivais, as familias...creio q seria o grupo que mais se respeita mesmo na rivalidade, existe uma troca constante de informações, respeito pelos melhores etc...
um verdadeiro arcade player n joga pra zerar o jogo, pelo contrario, ele fica triste qndo a ficha acaba.Arcade player de verdade ker Vs player, abre o sorriso qndo ouve "here comes a new challenger!"
quem já foi bom de verdade num KoF, X-men vc Street Fighter, tekken tag sabe oq eu to falando.

Vinésis o.O disse...

Eu sou um arcade/old-school gamer, nao sei por que mas jogos 3D nao me agradam muito, pra mim nenhum jogo de corrida supera Top Gear xD

Esqueceram de mencionar que em um Arcade voce tem o Ranking, algo que tempos atras te transformava em uma lenda e saia ateh na TV ^^

A.L.A.S. disse...

Old-School/Arcade gamer na veia!! Aliás, bem lembrado: infelizmente os flipperamas estão cada vez mais em extinção. Ainda bem que por aqui ainda existem dois locais onde eles resistem!!! \o/

Ótimo texto, Thyago!

Thyago disse...

Obrigado cara, volte sempre ^^

Nandim Rodrigues disse...

Eu sou uma mistura de Old school, RPG gamer, fórum gamer, com uma pitadinha de casual (eles tb são divertidos) e fliperama (ainda que eu não jogue faz muitos anos, um racha com um estranho cara a cara é algo bem divertido).

GiNorte disse...

Eduardo eu sou uma dessas pivete de raça irritante que existiu e existo ainda , se nao fosse os flipers hj vc nao estaria com seu PS , raça arrogante que fica prostrado na frente da tv.......aff